ACOMPÁÑANOS

NEWSLETTER

VISITA

ESPAÇO SP620

Rua de Santos Pousada 620

4000-480 Porto (Portugal)

map

Martes-sábado: 14-19h.

O cita previa aquí

APOYA EL PROYECTO

"Uma viagem infinita ao lugar onde nasceu a maior obra literária do escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez: Cem anos de solidão.”

LUIS COBELO

Zurumbático

23.02.2019 > 20.04.2019

Zurumbático é uma viagem infinita ao lugar onde nasceu a maior obra literária do escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez: “Cem anos de solidão”. Uma história impregnada com uma essência que está contida em milhões de povos latino-americanos, raízes de um hemisfério gigantesco, empírico, passional, esquecido, volúvel, violento, improvisado e, acima de tudo, feliz.

Aracataca é a cidade onde nasceu o escritor e que serve de inspiração para o seu Macondo original. Este lugar e seus arredores, dentro da zona do caribe colombiano, são o meu ponto de partida.

O leitmotiv foi o livro. O resultado, um aglomerado de imagens que se revelaram inéditas e espontâneas; um processo de autoexploração íntimo, poético, mágico, onírico, em ocasiões doloroso, carregado de simbolismos e histórias enigmáticas que conectam com uma forma de ser continente e em que o mais profundo (de mim), significam um renascer como indivíduo que se nutre dessa medula espinal sangrante latino-americana.

Zurumbático é um túnel de efeitos – e eventos – especiais no qual entro e saiu quando desejo. Imerso nesta dimensão, compreendi e reconfirmei que o extraordinário ou o insólito, o quotidiano, incluindo o trágico, não têm explicação: nem se pergunta nem se procura. É isso, e já.

Luis Cobelo nasceu em 1970 em Acarigua, Venezuela. Desde 1993 até aos dias de hoje tem participado em inúmeros salões de arte e festivais de fotografia a nível mundial, destacando-se, entre outros, 4 salões de Arte de Aragua, na Venezuela; 2 salões Michelena e a Bienal de Artes Plásticas de Mérida; Generation 2000, PhotoEspaña, Fotonoviembre, Getxophoto 2011, em Espanha; Fotofestival Horizonte Zingst 2013, na Alemanha; Cortona on the Move 2017 e a feira Più libri più liberi, em Roma, Itália; a Bienal Iberomaericana de fotografia no México; FotoVeritas, na Costa Rica. Individualmente expôs o seu trabalho na Venezuela, França, Espanha, Alemanha, Equador e Argentina. Desde 2001 que trabalha de maneira independente e realiza reportagens de fotografia documental na América, Ásia e Europa tendo o mesmo sido publicado em revistas de Espanha, Venezuela, Costa Rica, Brasil, Argentina, México, Bélgica, Filipinas, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Colômbia, Peru, França, Itália, Inglaterra, Alemanha e Portugal. No ano de 2011 foi nomeado para o prémio UNICEF Picture of the Year, e em 2012 recebeu, na categoria documental, o Hasselblad Latinamerican Photographer.

A exposição “Zurumbático” apresentou-se em Cortona, Roma e Gangi (Sícilia) na Itália, Cidade do México e Puebla no México, Miami (EUA), Madrid em Espanha, San José, Costa Rica e Caracas, na Venezuela. O livro foi finalista no Festival Internacional de Fotografia PHotoEspaña 2018. Atualmente desenvolve o seu último projeto “Chas” em Buenos Aires, Argentina.